Sabia que os séculos nunca começam aos domingos, quartas ou sextas-feiras?

Eis uma coisa sobre a qual você provavelmente nunca tinha parado para pensar: sabia que os novos séculos nunca se iniciam aos domingos, quartas ou sextas-feiras? Se você não sabia disso, não se preocupe! Afinal, as viradas de século acontecem tão raramente, que ninguém fica com o calendário na mão para conferir em qual dia da semana elas caem, não é mesmo? 

Pois, curiosamente, o fato de o primeiro dia de cada novo século nunca cair aos domingos, às quartas ou sextas-feiras se deve justamente ao calendário adotado oficialmente pela maioria dos países do mundo, o gregoriano, cujo ciclo se repete a cada 400 anos.

Calendário oficial


Conforme explicamos em uma matéria anterior aqui do Mega Curioso — na qual explicamos como os anos bissextos funcionam—, tipicamente, um ano conta com 365 dias, certo? Acontece que, basicamente, a Terra não demora exatamente 365 dias para completar uma volta ao redor do Sol, mas sim 365 dias, 5 horas, 49 minutos e 12 segundos, para sermos mais exatos.

Pois a solução encontrada para distribuir essas — quase — 6 horas que sobram todos os anos no calendário foi a de dividir os meses em 30 e 31 dias, exceto pelo mês de fevereiro, que ficou com 28. Além disso, cada quatro anos, em vez de 365 dias, o ano ganha um dia extra e fica com 366, e fevereiro passa a contar com 29 dias.



Entretanto, seguindo essa lógica, ao adicionar um dia a mais ao calendário cada quatro anos, depois de 100 anos teríamos um dia a mais. E se não acrescentarmos esse dia cada 100 anos, pulando o ano bissexto, após 400 anos também teríamos um dia de sobra. Assim, para ajustar isso, foram criadas duas regrinhas: a de que todos os anos múltiplos de 400 serão bissextos, e a de que todos os anos múltiplos de 4, mas não múltiplos de 100, também serão bissextos.

Além disso, cada 100 anos pulamos um ano bissexto (e subtraímos um dia), e cada 400 anos voltamos a adicionar um ano bissexto ao calendário (e ganhamos 1 dia extra). Sendo assim, fazendo os cálculos — onde multiplicamos 365 por 400, e somamos 97 dias dos anos bissextos —, chegamos ao resultado de que cada ciclo do calendário gregoriano se repete completamente cada 146.097 dias ou 20.871 semanas de sete dias.

Domingo, quarta e sexta


De acordo com o pessoal do canal Narbris do YouTube — que recentemente produziu um vídeo sobre esse assunto —, como o ciclo do calendário gregoriano tem duração de 400 anos, isso significa que se adicionarmos 400 anos a qualquer data, o dia da semana no qual essa data cai permanece sempre o mesmo.

Sendo assim, isso significa que os novos séculos só podem começar às segundas, sábados, quintas e terças-feiras — nessa ordem para cada século consecutivo —, até que o ciclo recomece novamente. E só por curiosidade, esse mesmo padrão pode ser observado quando se trata da virada dos milênios, que só podem ocorrer às segundas ou quintas, ou dos decamilênios, que apenas caem às segundas-feiras. 


Fonte(s)
Narbris
Time and Date
Encyclopedia Britannica
Infoplease/Ben Snowden
Imagens
Pixabay
Shutterstock
Shutterstock


Você tambem vai gostar de: