Nutella está na lista de vilões que prejudicam o meio ambiente

Por essa você não esperava! Alguma vez você imaginou que a Nutella — aquele produto responsável por tornar as nossas vidas mais doces — pudesse prejudicar o meio ambiente? Pois de acordo com BBC, a delícia cremosa entrou para a lista de vilões ambientais, e quem decidiu declarar guerra contra o creme de avelã mais famoso do mundo foi Segolene Royal, a Ministra da Ecologia do Governo Francês.

O embate


Segundo a BBC, um dos ingredientes da Nutella é o óleo de palma, e Segolene alega que o creme está contribuindo para o desmatamento, já que um enorme número de árvores estaria sendo derrubado para dar lugar às palmeiras.

A Ferrero— companhia que produz a Nutella — obtém 80% do óleo de palma da Malásia, e o restante é comprado da Indonésia, de Papua Nova Guiné e de nós, brasileiros. Por sua parte, a empresa admitiu estar ciente das questões ambientais relacionadas com a fabricação do produto, e disse que firmou acordos para extrair o ingrediente de forma responsável.

Nesse sentido, segundo uma declaração da Ferrero realizada no início do ano, todo o óleo de palma utilizado em seus produtos é 100% certificado como sustentável pela RSPO, organização que promove o uso sustentável desse produto.

Vilã ambiental


De acordo com a BBC, em 2011, senadores franceses tentaram impor um aumento de 300% no imposto sobre o óleo de palma. Eles se basearam na alegação de que, além de engordar, o cultivo desse ingrediente promove o desmatamento, mas não tiveram sucesso com a iniciativa. Agora, a ministra retomou a batalha contra a Nutella, e argumentou que o produto deveria ser produzido com outros ingredientes.

Segundo disse durante uma entrevista, é necessário replantar um enorme número de árvores para contornar o desmatamento — que é imenso e contribui para o aquecimento global. Além disso, Segolene sugeriu que as pessoas deveriam parar de consumir o produto. E você, chocólatra e fã incondicional da Nutella, o que acha disso?
 
Fonte(s)
BBC

Imagens
Shutterstock
Italian Good News
The uffington Post

Você tambem vai gostar de: