Após resgatar motoristas, polícia australiana alerta para riscos dos mapas da Apple


  • À esquerda, o mapa da Apple, que coloca a cidade de Mildura dentro do parque. À direita, o mapa do Google, que mostra a real distância entre o parque e a cidade (localizada onde está a marcação do balãozinho "A")
    À esquerda, o mapa da Apple, que coloca a cidade de Mildura dentro do parque. À direita, o mapa do Google, que mostra a real distância entre o parque e a cidade (localizada onde está a marcação do balãozinho "A")
A polícia da cidade de Mildura (Austrália) divulgou um comunicado nesta segunda-feira (10), alertando os motoristas para terem cuidado ao usar os mapas do sistema operacional iOS6, para eletrônicos portáteis da Apple. Segundo as autoridades, alguns motoristas foram direcionados para fora de suas rotas nas últimas semanas por causa dessa ferramenta de mapas da Apple – que, desde seu lançamento, vem recebendo duras críticas.

Por causa dos erros de informação, a polícia local tem sido chamada para ajudar motoristas que se perdem no Parque Nacional Murray-Sunset. "Testes feitos com a ferramenta de mapas pela polícia confirmam que esse sistema posiciona [a cidade de] Mildura no meio do Parque Nacional Murray-Sunset, cerca de 70 km de distância da verdadeira localização de Mildura", diz o comunicado.
O texto diz ainda que a polícia está "extremamente preocupada", pois não há água nesse parque, onde as temperaturas podem chegar a 46 graus Celsius, criando uma situação de risco de vida. "Alguns dos motoristas localizados pela polícia estavam no local havia 24 horas, sem comida ou água. Eles haviam andado longas distâncias, em áreas perigosas, para conseguir o sinal do celular", continua o texto.
A polícia diz ter contatado a Apple para avisar sobre o problema e afirma esperar que a falha seja consertada prontamente, para garantir a segurança dos motoristas que viagem a Mildura. "Qualquer pessoa que viajar para Mildura ou outra localidade próxima deve confiar em outros tipos de mapas até que o problema esteja resolvido", diz o comunicado.

Do UOL, em São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você tambem vai gostar de: