105 - Os Fariseus e Saduceus do Cristianismo!


No Judaísmo haviam duas grandes seitas no tempo de Jesus, os fariseus e os saduceus, homens religiosos da época que jugavam-se santos, apontado o defeito dos outros, sendo que os mesmos praticavam atos indignos de quem se dizia filhos de Abraão e consequentemente de Deus.

Eles usavam de sua posição de autoridade para serem privilegiados e terem regalias, além de usarem de suas próprias regras para julgarem quem fosse contra os seus principios, sendo exatamente esse modo utilizado pelos mesmos para prender, julgar e matar a Jesus.

Hoje, dois mil anos depois, a história vem se repetindo e muitos não percebem. Temos como base a doutrina Cristã (que é verdadeira e que todos cremos em Jesus como o messias filho de Deus que morreu e ressuscitou!) e existem as seitas que se utilizam da fé popular para obter benefícios e com a leitura atual o principal são os financeiros.

Essas seitas são compostas por quase 100% das Igrejas católicas, salvo por alguns grupos carismáticos que estão procurando reestruturar a doutrina e por grande parte das Igrejas Evangélicas que vem fugindo dos ideais defendidos por Lutero e cometendo atos absurdos, apostatando da fé, transformando a verdade de Deus em mentira, envergonhando o evangelho e querendo transformar o Reino de Deus em um reino de oba-oba.

Nas grandes igrejas evangélicas, vemos a esnobação dos lideres, desfilando com seu luxo e nariz empinado, disputando fiéis como se para cada denominação existisse um Jesus diferente, "esquecendo" da importância da unidade da Igreja, preocupando-se em ganhar cada vez mais adeptos, não por amor aos perdidos, mas para que com o crescimento de seus membros, tenha também o aumento de suas arrecadações. Hoje na maioria das denominações existem até a meta que os Pastores e líderes devem alcançar em seus dízimos e ofertas, fugindo do evangelho, deixando de pregar a verdade, deixando de falar o que as pessoas necessitam ouvir e passam a proferir apenas o que Elas querem ouvir, com medo de que se por ventura, vier falar algo que desagrade a opnião de muitos, sua igreja perca membros, desse modo se preocupam apenas com a quantidade e esquecem-se da qualidade.

"Deus não precisa de 1.000.000 de crentes, mas muito ele fará se achar no mundo ao menos 10 amigos, pessoas dispostas a negar seu orgulho e suas vontade em prol do evangelho, homens e mulheres que tenham o compromisso de pregar a verdade, de levar a luz do evangelho para todos os que andam nas trevas!"

Queria muito que o nossos apóstolos, bispos, pastores e lideres ao invés de fazer grandes campanhas de dízimos e ofertas para enriquecer ainda mais suas já abastadas Igreja, usassem de todo seu poder econômico para ionvestir em missões, para que missionários pudessem ir por todo mundo e pregar o evangelho a toda criatura. Mas missionários verdadeiro, que pregam a Cristo e não a denominações. Sei que isso é difícil porque para muitos líderes, investir em um missionário que não vai ganhar fiéis para sua denominação é perca de tempo.

Bom, tudo o que sei é que com essas seitas atuando, sendo formadores de opniões e acreditadas como as "SANTAS", as grandes marcas saem lucrando, infelizmente os maiores prejudicados são os perdidos.

Miss. Walter Júnior

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você tambem vai gostar de: